Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Disco ou V-brake? Qual freio escolher?


Uma das dúvidas que surge com mais frequência ao planejar a compra de uma bicicleta nova é a escolha do tipo de freio.
Os freios a disco têm se popularizado ultimamente, com a evolução de sua tecnologia e a queda dos seus preços, mas os V-brakes ainda são mais baratos e práticos. No final das contas, qual escolher?
Para responder a essa questão, é melhor saber um pouco mais sobre o funcionamento de cada um deles e suas vantagens e desvantagens dependendo do tipo de uso.

V-brakes
O V-brake , tipo de freio mais comum encontrado hoje nas bicicletas mais acessíveis estiloMountain Bike, funciona através da pressão de duas pinças com pastilhas que pressionam os dois lados do aro da roda, causando um forte atrito que diminui a sua velocidade de rotação. O cabo de aço acionado na manete puxa uma das pinças e empurra a outra ao mesmo tempo, fazendo uma alavanca para fechá-las.
Vantagens:
+ preço
+ menor peso
+ facilidade de regulagem
+ exige menos manutenção
Desvantagens:
- menor eficiência em comparação com bons freios a disco
- tem sua ação diminuída quando molhado (em dias de chuva ou em trilhas com muita lama)

Freios a disco
Há dois tipos de freio a disco, mecânico e hidráulico. Em ambos os casos, o conjunto é composto por discos presos ao centro da roda, manetes, conduítes e pinças com pastilhas, fixadas no garfo ou na suspensão dianteira e atrás em um suporte específico no quadro.
No caso dos freios hidráulicos, a manete contém um reservatório com óleo que é usado para acionar as pastilhas. Já os mecânicos funcionam com manetes e conduítes normais, com cabos de aço, que requerem menos manutenção que os hidráulicos, mas são menos eficientes que estes.
Vantagens:
+ mais eficientes, com maior poder de frenagem
+ mais precisos
+ mais suaves, exigindo menos força para acioná-los
+ por não entrar em contato com o aro, aumenta sua vida útil
+ não trava no caso de o aro amassar ou empenar
Desvantagens:
- mais caros
- mais pesados (desvantagem que tem diminuído com o aumento da tecnologia)
- demandam manutenção especializada e mais frequente

Afinal, qual escolher?
Para trajetos urbanos, cicloturismo, trilhas leves, vá de V-brake, por ser mais barato e requerer menos manutenção.
Já se você for disputar competições de Downhill ou outras modalidades que exijam bastante do sistema de frenagem, e tiver como investir em um bom conjunto, não tenha dúvidas em optar pelo freio a disco hidráulico.
Para mountain bikers que encaram trilhas mais pesadas, ou mesmo competições de Cross-countryou outras modalidades menos radicais, vai de cada um decidir se vale a pena investir um pouco mais e bancar a maior eficiência do sistema a disco hidráulico ou ficar com o bom e velho V-brake.

Nenhum comentário:

Postar um comentário