Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 4 de março de 2013

Furtos de bicicletas explodem no Ibirapuera


Para tentar evitar ação de criminosos, GCM aumentou efetivo de 140 para 165 homens e conta com 11 câmeras

No mês de janeiro deste ano foram registrados 15 casos de furtos de bicicletas dentro das dependências do parque do Ibirapuera - a média de um a cada dois dias. O número é quase a metade de tudo que foi registrado em todo ano de 2012, 31 casos.
Os números foram divulgados pela "Folha de S.Paulo". A evolução no número de casos preocupa, já que em 2011 foram anotados três furtos.
A responsabilidade pela segurança dentro do parque é da GCM (Guarda Civil Metropolitana). Segundo o comandante-geral da GCM, Eduardo de Siqueira Bias, a evolução nos números pode estar relacionada ao comportamento dos ciclistas, que não mais silenciam ante aos crimes. Ainda é possível a subnotificação - ou seja, pessoas que têm as magrelas furtadas e não registram o caso.
Reforço
Para tentar combater a ação de criminosos, a GCM aumentou o efetivo no parque de 140 homens para 165. Além disso, o local é monitorado por 11 câmeras.
A GCM orienta o ciclista a registrar boletim de ocorrência em uma delegacia.
Bias informou que há previsão de abertura de um bicicletário no parque, que terá um guarda monitorando entrada e saída de magrelas. A medida ainda depende de aval da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário