Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 31 de março de 2012

SP terá aulas sobre uso da bicicleta para estudantes da rede municipal


A cidade de São Paulo receberá, a partir deste sábado (31), um projeto para implementação de 46 Escolas de Bicicleta em todo o município. A iniciativa, segundo a Prefeitura, irá envolver cerca de 4,6 mil alunos da rede pública de ensino. As escolas serão instaladas nos 45 Centros Educacionais Unificados (CEUs) e no Centro de Convivência Educativo e Cultural de Heliópolis, onde o projeto será lançado.
De acordo com a administração municipal, o objetivo do programa é fazer com que as crianças façam escolhas sustentáveis, a começar pelo meio de transporte. Cada escola deverá ter 100 alunos ciclistas, que irão percorrer o trajeto de suas casas até o CEU de bicicleta. A faixa etária alvo do programa é entre 12 e 14 anos.
Na escola, os adolescentes irão aprender noções de equilíbrio, regras de trânsito e até noções de manutenção das bicicletas. Para a realização do percurso entre o CEU e suas casas, os alunos deverão ser separados em comboios de 15 a 25 estudantes e andarão em ciclo-rotas criadas por uma equipe do CEU e aprovadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Instrutores
No total, 92 instrutores – dois para cada escola – serão treinados por equipe montada pela Secretaria Municipal de Educação, pelo Instituto Parada Vital e pala CET. Segundo a Secretaria de Educação, eles receberão treinamento sobre legislação de trânsito na cidade de São Paulo e instruções sobre primeiros socorros.
Para participar do projeto, os adolescentes deverão ser alunos da escola de Ensino Fundamental do CEU, morar no entorno da ciclo-rota indicada e ter o consentimento dos pais. Ao final de um mês de aula, cada aluno receberá um diploma, entregue na presença dos pais, e poderá, enfim, fazer o trajeto diário casa-CEU-casa de bicicleta – que será acompanhado pelos monitores, com o apoio de agentes da CET.
Kit do aluno
Os alunos do projeto receberão bicicletas com quadros feitos de bambu, projetados pelo designer Flávio Deslandes. Além disso, de acordo com a organização do programa, eles receberão capacetes, iluminação, colete refletivo, bagageiro e alforje, buzina, espelho retrovisor e cadeado. Segundo a secretaria, foram investidos R$ 3,1 milhões na implantação do programa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário