Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Filme 'O Garoto de Bicicleta' abre Festival 4+1 da Fundación Mapfre

Os cineastas belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne abrem a segunda edição do Festival de Cinema 4+1 Fundación Mapfre em Madri com O Garoto de Bicicleta (2011), filme vencedor do Grande Prêmio do Júri na última edição do Festival de Cannes. O Festival 4+1 - celebrado de 26 a 30 de outubro, simultaneamente em Buenos Aires, Bogotá, Cidade do México, Madri e Rio de Janeiro - contará também com a presença da cineasta japonesa Naomi Kawase, que será a Convidada de Honra desta edição e estará presente na Sede Central do festival, na Cidade do México.

O Festival 4+1 deseja promover o papel dos festivais como meio para divulgar e tornar acessível, ao grande público, importantes títulos do cinema de autor. Nesta linha, a competição em Madri terá como filme de abertura a mais recente produção de dois diretores de prestígio internacional e reconhecido estilo cinematográfico."O Garoto de Bicicleta", de Jean-Pierre e Luc Dardenne, conta a história de um jovem de doze anos que tem um único objetivo na vida: encontrar seu pai, que lhe deixou temporariamente em um abrigo para menores. Os irmãos Dardenne - que apresentarão o filme na Sessão de Abertura, dia 26 de outubro, às 20h30, na Academia das Artes e Ciências Cinematográficas - contam com diversos prêmios internacionais. No Festival de Cannes de 2005 receberam a Palma de Ouro com L'enfant e, em 1997 a Academia de Cinema Europeu lhes concedeu o Prêmio de Melhor Documentário por Gigi, Monica...et Bianca.

As outras quatro sedes desta edição exibirão filmes em suas sessões de abertura. Fundación Mapfre colabora, nesta ocasião, com The Film Foudation (TFF), criada em 1990 por Martin Scorsese com o objetivo de restaurar e difundir filmes sob risco de desaparecer. A abertura do Festival 4+1 em Bogotá, Buenos Aires, Rio de Janeiro e Cidade do México contará com a projeção de cópias restauradas pela TFF de filmes fundamentais para a construção da cinematografia contemporânea: Senso, Paths of Glory, The Red Shoes e Pandora and the Flying Dutchmann, respectivamente.

Na sede de Madri estarão presentes outros diretores de cinema que participam da Seção Oficial do festival, como Patricio Guzman e Andrés Duque. O chileno conversará com o público sobre Nostalgia de la luz (2010), longa-metragem que recebeu o Prêmio François Chalis em Cannes e o Prêmio de Melhor Documentário da Academia de Cinema Europeu. Por outro lado, o venezuelano Andrés Duque revelará os segredos de gravação de Color Perro que Huye (2011), filme que lhe rendeu o Prêmio do Público do Festival Punto de Vista.[2]

Os outros filmes que concorrerão ao Prêmio do Público 4+1, concedido pelos espectadores dos cinco países participantes, são: Outrage (Takeshi Kitano, 2010), Meek's Cutoff (Kelly Reichardt, 2010), My Joy (Sergei Lonitza, 2010), Mundane History (Anocha Suwichakornpong, 2009), Lucía (Niles Atallah, 2010), King of Devil's Island (Marius Holst, 2010), Curling (2010), Belle Épine (2010), Chantrapas (Otar Ioselliani, 2010), Morgen (Marian Crisan, 2011), Tilva Ros (Nicola Lezaic, 2010) e Nénette (Nicolas Philibert, 2010). Estes filmes também poderão ser vistos online, nos cinco países participantes, durante o Festival e até o dia 4 de novembro. Além disso, também estarão disponíveis duas retrospectivas, uma dedicada a Apichatpong Weerasethakul -Convidado de Honra da primeira edição- e outra à Agnès Varda -vencedora do Prêmio do Público 2010 com Les Plages d'Agnès (2008).

Nenhum comentário:

Postar um comentário