Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Enquanto paulistano acha que transporte publico é prioridade - Prefeitura beneficia o transporte individual


O movimento Nossa São Paulo fez uma consulta pública em parceria com a Câmara Municipal com 33.430 pessoas. Cerca de 77,41% destas, apontam que os corredores de ônibus e pontualidade nas paradas deveriam ser melhorados.
Na contramão, o plano de metas da Prefeitura, chamado Agenda 2012, a maioria das promessas para transporte ainda não saiu do papel. Dos 66 quilômetros de corredores de ônibus prometidos, nenhuma foi feito. “As promessas ficam só discurso. Nesta gestão não foi gasto um real com corredores de ônibus, porque pontes e viadutos aparecem mais. Transporte público sempre foi meta, mas fazer é uma questão de vontade política”, afirma o engenheiro Jaime Waisman, professor de Transportes da Politécnica da USP, em entrevista ao caderno de cidades da Folha.
Vossa Majestade: O carro!
A prefeitura vem investindo no transporte individual. Seis dos dez túneis prometidos na Agenda 2012 já estão prontos e R$ 3,5 bilhões devem ser aplicados na construção de outros cinco.
Como justificativa, a Prefeitura afirma que “está trabalhando para implantar corredores de ônibus na cidade” e que “sete dos dez corredores passarão por requalificação”. O investimento é de R$ 92 milhões e os projetos estão em fase de licitação.
Faças as contas: R$ 3,5 bilhões para benefícios dos carros e R$ 92 milhões para o transporte público…

Um comentário:

  1. Pois é.....nessa conta aí deve entrar quem são os beneficiários de cada investimento: indústria automobilistica; construtoras; etc. Enquanto o individual se sobrepuser ao coletivo, a qualidade de vida da população certamente estará comprometida!

    ResponderExcluir